Brasil Acesso à? Informação
quinta-feira, 17 de abril de 2014 RSS Ouvidoria Fale com o Ministério

Tag » Agentes de Leitura

MinC capacita primeiros agentes de leitura

Agente itatira 2O Ministério da Cultura, por meio da Cátedra Unesco da Leitura – PUC/RJ, inicia hoje (8 de novembro) a primeira  turma de Formação dos Capacitadores  do Projeto Agentes de Leitura. Participarão 30 profissionais que vão se preparar para capacitar os jovens selecionados para o projeto, em 19 municípios brasileiros.  A formação se estenderá até sexta-feira, 12 de novembro.

 

Leia mais aqui…


Faça seu comentário

Ação apoia agentes de leitura

Folha de Pernambuco, em 27/10/2010

Já estão abertas as inscrições para a participação no projeto Agentes de Leitura, uma iniciativa da Prefeitura da Cidade do Recife junto ao Ministério de Cultura (MinC) que visa à geração de renda entre os selecionados e à ampliação do acesso aos bens culturais. A ação prevê o oferecimento de bolsas de complementação de renda para jovens com inclinação para atuarem como mediadores culturais.

O projeto, a ser implementado no próximo ano, foi pensado para oferecer oportunidade a jovens cujas famílias já estejam vinculadas a algum programa social do Governo Federal. Cada um dos selecionados receberá capacitação e um acervo de 100 livros para atender de 25 a 30 famílias de modo a despertar, entre os seus membros o interesse pela leitura. De acordo com Dida Maia, coordenador do projeto, os classificados vão receber, durante 12 meses, o valor de R$ 350. Estão previstas 55 bolsas para indivíduos entre 18 e 29 anos, com vocação para o universo da leitura. Os agentes irão atuar em áreas apontadas de acordo com critérios de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), definido pela Unesco, e que possuam equipamentos públicos destinados à leitura ou bibliotecas comunitárias. Edital disponível no site da PCR (www.recife.pe.gov.br). As incrições seguem até 18 de novembro na Gerência Operacional de Literatura e Editoração e bibliotecas populares de Casa Amarela e Afogados.


Agentes de Leitura vão receber formação da Cátedra UNESCO da Leitura

Cinco estados e quatro prefeituras serão visitadas por equipes do Ministério da Cultura para a implantação do projeto. São Bernardo do Campo (SP) é a primeira a iniciar o projeto.

  

      Em reunião hoje (9 de setembro), o Ministério da Cultura e a Cátedra UNESCO da Leitura definem o cronograma de visitas para a implantação do projeto Agentes de Leitura em quatro cidades e cinco estados. Amanhã (10 de outubro) será definido o cronograma para a formação dos selecionados em São Bernardo do Campo (SP), primeiro município brasileiro a receber o projeto. Todos os agentes selecionados, em todas as localidades, passarão por capacitação da Cátedra UNESCO da Leitura. 

Leia aqui a matéria na íntegra.


Faça seu comentário

Experiência brasileira em livro e leitura é próxima à mexicana

 

Especialistas do México apresentaram no III Fórum do Plano Nacional do Livro e Leitura ações desenvolvidas naquele país que lembram o Programa Mais Cultura

 

            As ações do México na área de livro e leitura são semelhantes as que o Programa Mais Cultura desenvolve no Brasil. Especialistas mexicanas apresentaram hoje (20 de agosto) no III Fórum do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) as políticas públicas para o setor. O PNLL foi instituído em 2006 pelos ministérios da Cultura e da Educação e é responsável pelas diretrizes das políticas para o setor, sendo parte das ações desenvolvidas pelo Programa Mais Cultura, do MinC.

            O México tem atualmente 7 mil bibliotecas em todo o país e, além de investir na criação destes espaços, têm promovido ações que visam a democratização do acesso ao livro e o incentivo à leitura. Mas, apesar disso, a diretora Geral de Publicações do Conselho Nacional de Cultura e Artes do México, Emília Pacheco, reconheceu a necessidade de se avançar ainda mais nas políticas públicas. “Precisamos vincular todos os atores da indústria da leitura para que, quando mude o governo, o programa continue”. A preocupação mexicana de institucionalização das políticas públicas é semelhante à brasileira.

            Desde 1995, o México tem o Programa Nacional de Salas de Leitura, que forma mediadores de leitura e cria espaços onde são desenvolvidas atividades como contação de histórias, entre outras. Os mediadores de leitura são voluntários que recebem capacitação gratuita do governo e um acervo inicial de 100 livros para a implantação das salas de leitura. Esta política mexicana lembra dois projetos desenvolvidos pelo Programa Mais Cultura: os Pontos de Leitura e os Agentes de Leitura. Os agentes brasileiros são jovens que recebem capacitação e uma bolsa para visitar famílias em suas comunidades e desenvolver ações de incentivo à leitura. Por sua vez, os Pontos de Leitura são locais onde o acesso ao livro é direto, com acervo de 650 livros, pufes e computador com internet.

            Socorro Venegas, diretora adjunta de Fomento à Leitura e ao Livro do Conselho Nacional de Cultura e Artes do México explica que este trabalho voluntário vira “missão de vida” para os agentes, que têm seu acervo renovado tanto por doações, quanto por programas dos governos do México ou de estados ou  cidades. Atualmente, o governo mexicano está fazendo uma grande consulta para a renovação do acervo, com novas doações. Hoje, segundo levantamento do programa, 38% dos frequentadores das salas de leitura são crianças e 34% são adolescentes. O acervo das salas englobam livros em braille e também em línguas indígenas, além de literatura.

            Além do Programa Nacional de Salas de Leitura, o México possui também um prêmio de fomento à leitura, que reconhece trabalhos de bibliotecárias e mediadores de leitura em todo o país – semelhante ao Prêmio VivaLeitura, criado pela Organização dos Estados Iberamericanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), MinC e MEC.

            Os participantes do Fórum tiveram a oportunidade também de conhecer um pouco da experiência do município de Nova Friburgo (RJ), o único no país a possuir uma secretaria de leitura, sob responsabilidade de Francisco Gregório Filho. Ele falou de quanto a comunidade local está envolvida com o projeto e de que a cidade está desenvolvendo seu Plano Municipal de Livro e Leitura (PMLL) e que criará um fundo específico para as ações deste plano.

            O III Fórum do PNLL termina amanhã (21 de agosto) com a apresentação de dois modelos de bibliotecas (que receberam aporte do MinC): a Biblioteca-parque de Manguinhos, no Rio de Janeiro, e a Biblioteca Estadual de São Paulo, na capital paulista.

A programação completa do encontro está no site: www.pnll.gov.br


Cultura

DCI – SP, em 20/8/2010

Barretos e outros 19 municípios do Consórcio Intermunicipal Culturando, vão receber R$ 9,17 milhões do programa Mais Cultura. Os recursos serão destinados à modernização de 13 bibliotecas públicas, 22 Pontos de Leitura e 25 Cines Mais Cultura, além da formação de 60 agentes de leitura.


Foco nos mediadores

O Popular – GO, Rogério Borges, em 5/7/2010

 

Ministério da Cultura se prepara para lançar novo programa de estímulo à Leitura

Fabiano Puíba, do Ministério da Cultura, anuncia que o governo federal vai lançar um novo programa de estímulo à Leitura, que visa também melhorar a interpretação de textos. “Vamos ter 4 mil Agentes de Leitura, de 18 a 29 anos, em 400 cidades de 12 Estados, que vão receber acervos de livros para levar a literatura às comunidades. Essas pessoas vão receber bolsas de R$ 350 por 4 horas de trabalho, de segunda a sexta, e vão formar clubes de Leitura, fazer empréstimos de livros de bibliotecas municipais, promover rodas de contação de histórias.”

Leia mais…


Faça seu comentário

Mais Cultura no Rio Grande do Sul

Convênios com 76 municípios gaúchos foram assinados em Porto Alegre

 

O ministro Juca Ferreira e a secretária de Articulação Institucional, Silvana Meireles, estiveram em Porto Alegre nesta terça-feira, 29, para a assinatura de um convênio com 76 cidades gaúchas, que garantirão investimentos diretos em Cultura na ordem de R$ 5,97 milhões.

Leia a matéria na íntegra.


Programa Mais Cultura investe R$ 1,55 milhão em São Leopoldo (RS)

MinC e Prefeitura Municipal lançam editais de Pontos de Leitura, Cultura e Cines. Anunciam também recursos para a modernização de bibliotecas e seleção de Agentes de Leitura

O Ministério da Cultura e a Prefeitura Municipal de São Leopoldo estão investindo R$ 1,55 milhão por meio do Programa Mais Cultura para a modernização de duas bibliotecas públicas, criação de seis Pontos de Leitura, cinco Pontos de Cultura, implantação de seis Cines Mais Cultura e seleção e formação de 44 Agentes de Leitura.

O anúncio oficial será feito nessa terça-feira, 29 de junho, às 17h30 horas, no Salão Nobre da Prefeitura (Praça Tiradentes, 119), pela secretária de Articulação Institucional do Ministério da Cultura, Silvana Meireles, pelo coordenador de Relações Federativas do Mais Cultura, Joãozinho Ribeiro, e pelo prefeito, Ary Vanazzi.

Instituições sem fins lucrativos do município podem concorrer aos editais que abrirão inscrições a partir de 1º de julho até 16 de agosto. Os interessados podem participar dos editais, mas somente será contemplado em um deles. Para os agentes de leitura, a previsão é que o edital seja lançado ainda em julho.

Leia mais aqui.


MinC lança novos editais para seleção e formação de 4,6 mil agentes de leitura

Agente de leitura conta histórias para as crianças da comunidade

Agente de leitura conta histórias para as crianças da comunidade

Serão investidos R$ 32,3 milhões na ação, em parceira com nove estados e 24 prefeituras,
beneficiando quase meio milhão de pessoas em 400 cidades em todo o país

Jovens de comunidades carentes vão poder incentivar seus vizinhos a ler e, com isso, ter complementação de renda. O projeto Agentes de Leitura, do Ministério da Cultura (MinC), irá selecionar e formar 4.574 agentes em parceria com nove estados, 21 prefeituras e três consórcios municipais, beneficiando cerca de 450 mil pessoas nestas localidades. Os editais descentralizados serão publicados entre junho e agosto.

As inscrições já estão abertas no Acre. No próximo dia 30 o edital será lançado em São Leopoldo (RS). No início de julho o estado do Rio de Janeiro e as cidades de Nilópolis (RJ) e Osasco (SP) também lançam seus editais. Estão sendo investidos R$ 30,3 milhões na ação, sendo R$ 20,6 milhões do MinC, R$ 3 milhões do Ministério da Educação (MEC) e o restante de contrapartida de estados e municípios.

 

Leia mais…


Caravana incentiva crianças a ler livros

Canção Notícias, Canção Nova, em 8/6/2010

Em Monteiro Lobato, interior de São Paulo, as crianças ganharam um motivo há mais para gostar de ler. Elas receberam hoje uma caravana, que além de incentivar a leitura, oferece exemplares que custam baratinho.

embedded by Embedded Video

YouTube Direkt